Retenção de líquido

Retenção de líquido

Retenção de líquido

Retenção de líquido – como reagir contra esse problema

Retenção de Liquido

 

Quem sofre com a retenção de líquido, sabe o quanto esse problema incomoda. Afinal, ele deixa várias partes do corpo inchadas, mas principalmente as pernas e pés e ainda pode causar dor.

A retenção de líquido é muito comum, pois acontece quando o nosso organismo deixa de eliminar líquidos que são ingeridos durante o dia, e assim começam a acumular entre as células.

Além de causar inchaço nas pernas e pés, principalmente em pessoas que ficam muito tempo em pé ou sentadas, a retenção hídrica também atinge os tornozelos, mãos, barriga e costas.

Você sabia que quem sofre com esse problema pode adquirir, devido a este acúmulo de líquido, até 2 kg em apenas 24 horas? Por isso, muitas pessoas acham que engordaram do dia para noite, principalmente as mulheres.

A boa notícia é que existem algumas dicas que você pode seguir para acabar com o problema ou então amenizá-lo. Mas, antes de saber o que fazer para melhorar a retenção do líquido, saiba mais sobre o problema.

Causas da retenção de líquido

Causas da retenção de líquidos

A lista de causas desse inchaço incomodo é extensa. Isso porque a retenção hidrica pode surgir devido a mudanças na pressão sanguínea, quantidade de proteínas no sangue, reação ao calor, problemas vasculares e circulatórios, doenças na tireoide, reações inflamatórias, problemas renais, cardíacos ou hepáticos e até mesmo o consumo excessivo de sal.

Sintomas

Os sintomas da retenção de líquido é fácil de perceber, pois os sinais de edema podem ser notados em diversas regiões que são mais suscetíveis ao acúmulo de líquidos. O inchaço pode aparecer nas pernas, nas costas, e em diversas outras partes do corpo que estão mais propensas à ação da força da gravidade.

Diagnóstico

Para saber a verdadeira da causa da retenção dos líquidos, é preciso procurar um médico. Talvez ele peça um exame de sangue para saber como está a sua saúde, assim como um exame cardíaco, renal e hepático. Se for necessário, o médico também poderá pedir exames para saber como estão suas veias e artérias próximas ao local que sofre com o inchaço.

Somente depois que o médico te der o diagnóstico correto do problema você poderá realizar o tratamento adequado. Isso é importante, pois cada tipo de inchaço pode ter uma causa diferente, que necessita de um tratamento específico.

Dicas para evitar a retenção de líquidos

Se você sofre com a retenção de líquido, a dica é apostar em alternativas para evitar ou amenizar o problema. Veja algumas dicas a seguir:

Aposte nos chás:

Alguns chás têm propriedades diuréticas naturais, que podem amenizar o inchaço causado pela retenção hídrica. Um deles é o chá de hibisco e o chá verde, que reduzem os efeitos desse problema. No entanto, gestantes devem consultar o médico antes de tomar qualquer chá, pois algumas ervas têm potencial abortivo.

retenção de líquido - remédios

Beba mais água e sucos naturais:

Uma das melhores formas de prevenir o incômodo da retenção de líquidos é ingerindo mais líquidos naturais como água, água de coco e sucos naturais.

Dessa forma, também é possível prevenir a formação de cálculos renais e retenção de substâncias que são eliminadas naturalmente pela via renais.

Faça drenagem linfática:

Outra forma de evitar o problema é fazendo esse tipo de massagem que estimula manualmente o sistema linfático, ajudando a drenar o líquido retido, e por consequência reduzindo o inchaço. Mas para conseguir bons resultados com a drenagem linfática, o ideal é fazê-la pelo menos uma vez por semana.

Pratique atividade física:

Sair do sedentarismo também é fundamental para prevenir o inchaço. Por isso, faça algum tipo de atividade física regularmente.

Consuma menos sal:

Outra dica fundamental para evitar a retenção de líquido é reduzir o consumo de sal e alguns tipos de alimentos. Por isso, além de reduzir o sal de cozinha, evite alimentos muito salgados e embutidos.

Renato Menezes

Gostou , Compartilhe !

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *